A Colonial Bogotá


Apesar da modernização da cidade, com amplas avenidas sendo preparadas para o transporte em massa, com pistas para bicicletas, dos inesgotáveis engarrafamentos, função das obras em andamento, a parte antiga de Bogotá pode ser visitada usando apenas os nossos passos. Desde a Catedral, circulando pelas igrejas de Nossa Senhora de Carmem, da Candelária, de San Agustin, pela Capilla Del Sagrado, pela igreja de San Francisco, de Vera Cruz, de La Tercera e mesmo pela mais distante Igreja de San Juan de Dios, é possível passear por ruas preservadas, com casas e prédios no estilo colonial espanhol. Os templos são magníficos, com apliques de madeira, com detalhes dourados, tanto no altar principal quanto nos secundários e nas laterais. Outra característica são os quadros com pinturas sacras, cores

escuras, imensos, dependurados. Tradição religiosa. Na antiga prisão, remodelada, moderna, atual Museu Nacional, as coleções mostram aspectos da história da Colômbia, desde as origens até a sua independência em 1810. Só com lutas e sangue em 1821, realmente, a separação da Espanha foi concretizada. A entrada é grátis. Só a visita ao prédio vale o desvio. Exposições temporárias são possibilidades. A ação dos piratas nas costas colombianas atraíram a minha atenção. Personagens ilustres, da Inglaterra, fazem parte da relação: Sir Walter Raleigh, Sir Francis Drake, Sir

Henry Morgan. Na Praça de Touros, Santa Maria, com sorte, pois estamos na temporada, assistimos a uma corrida, uma competição entre touro e toureiro. Depois no palácio Navarino, primeira residência presidencial, assista a troca da guarda. A disciplina e o garbo da tropa não são britânicos.


O Museu do Ouro, com acervo encontrado em câmaras funerárias, apresenta uma visão do trabalho de ouroversária dos primitivos habitantes. Quantas obras de arte foram destruídas pelos conquistadores espanhóis, a sua ganância de saquear o Eldorado não tinha limites. Para eles o que valia era o peso do metal fundido. Uma lástima. O Museu das Esmeraldas, onde se pode acompanhar a saga das pedras verdes, lágrimas destinadas ao agrado dos deuses é imperdível. Vale a experiência para poder comprar, sem ser enganado, o regalo para a nossa esposa ou companheira.

Nas igrejas representações de Cristo mostram dor, resignação, como essência da mensagem. O rosto, com iluminação especial, reproduz esperança e renovação. As portas na entrada, maciças, possuem reforço em ferro, muitas delas trabalhadas nos detalhes. O esplendor da prata é visto junto ao altar principal, ponto básico das orações, das nossas fotos. Ostensórios eram e ainda representam a comunicação com o infinito, com Deus. Bogotá tem, obras-primas. O mais famoso, escondido em cofre do Banco da Nação, surge com mais de 1500 esmeraldas, magníficas. Lechuga, como é conhecido, não pode ser fotografado, aliás o seu brilho, o reflexo dos diamantes, pérolas e rubis, conjunto de ouro e prata, com mais de cinco quilos, ofuscaria sua imagem. Outra particularidade é o fervor da população, a quantidade de freiras e de sacerdotes que encontramos surpreende. Outra característica construtiva das igrejas são os balcões, de madeira trabalhada, colocados na parte superior da igreja, partem do coro e se dirigem para o altar. O prédio onde Simão Bolivar viveu está bem preservado; ele foi o primeiro presidente da República Colombiana. O bairro da Candelária, característico, antigo, ruelas estreitas, com tavernas e bares pequenos, oferece refeições típicas. Experimente o arroz atolado: arroz com pedaços de carne de gado ou porco, salada escassa, banana frita, acompanhado das tradicionais arepas. Os doces são estranhos, com excesso de açúcar, requerem um bom café como acompanhamento. Não esqueça o “puro” local.

Felipe Daiello
Autor de “Palavras ao Vento” e ‘Onde Estão os Dinossauros’
Editora AGE

Compartilhe

14 respostas para “A Colonial Bogotá”

  1. Pingback: cialis pills
  2. Pingback: new ed pills
  3. Pingback: buy vardenafil
  4. Pingback: levitra pill
  5. Pingback: tylenol for sale
  6. Pingback: levitra vardenafil
  7. Pingback: online casinos

Os comentários estão desativados.