Palavras para 2012 por Felipe Daiello

Perguntas pedem respostas

E dúvidas, soluções.

Caminhos, como sonhos,

Requerem etapas, viagens.

Essas são as intenções

Entre ventos ousados e nuvens preguiçosas

No meio do eterno céu-azul.

Ficamos ao acaso, indecisos,

Lá no alto, sem bússola ou horizontes.

Voamos livres ou como prisioneiros.

Paz, amor, fraternidade, sucesso e rotinas,

Simples palavras, esquecidas ou até perdidas,

São as nossas companheiras.

São essas as realizações?

Momento de encontros, inesperados,

Ao acaso ou mesmo programados.

Sem o saber, procuramos

O Deus de todos os homens,

Luz, verdade necessária,

Farol seguro, trilha adequada,

Sinal de abrigo bem lá no fim,

Pois amigos, poucos têm…

Mensagem de Felipe Daiello para todos os amigosna travessia de 2012.

Compartilhe