Uma Sinagoga em Chinatown. NY

Uma Sinagoga em Chinatown


Na Eldridge Street, em pleno bairro chinês de Nova York, prédio histórico representa o primeiro templo construído por imigrantes judeus vindos da Polônia e da Rússia em 1887, em Nova York.

No estilo mourisco, é famoso pelos vitrais. E pela arquitetura da época.

Com o deslocamento da comunidade para outras áreas, a sinagoga ficou abandonada por mais de 40 anos. O efeito foi desastroso, o tempo e o abandono não perdoaram. Pombos e sujeira eram os únicos ocupantes.




A partir de 1987 começa a recuperação. Hoje, ao custo de mais de 20 milhões de dólares é ponto obrigatório de visita na capital do mundo. Outro museu de resgate, de memórias.




Os vitrais são magníficos, inclusive a nova rosácea principal que mostra no azul os reflexos do céu, todos do nosso infinito celestial. O trabalho de Kiki Smilt e de Débora Gans é fantástico. Como dizia Chagal, mestre na antiga arte medieval dos cristais, através da luz, pode-se orar com o Deus de todos os povos. Não interessa se estamos numa Sinagoga, Catedral ou Mesquita, não há como não parar, meditar e orar em agradecimento pelo dom da vida recebido.




Além disso, uma visita aos mercados do bairro chinês, entrar nas mercearias e nas peixarias, descobrir alimentos exóticos, temperos milenários, raízes mágicas capaz de rejuvenescer qualquer ancião, não pode ser desprezada. Para aquisição de frutas, não existe local mais adequado em Nova York. Bons preços.



Não se esqueça de circular pelas joalherias que indianos estão deslocando para as ruas do bairro. No atual museu, arquivos permitem pesquisas sobre antigos familiares e conhecidos que há séculos se deslocaram para a América do Norte, em vez de irem para o Rio de Janeiro ou Buenos Aires. Em 2012 comemoram-se 125 anos da fundação da sinagoga, outros motivos para ir à Nova York, não apenas a Broadway e Macy’s merecem uma visita.

As fotos internas foram obtidas com o apoio de Kate Milford, diretora do museu. Consulta: www.eldridgestreet.org contact@eldridgestreet.org

Felipe Daiello
Autor de “Palavras ao Vento”
Editora AGE site:

Patrocínios:

Compartilhe