Mumbai, Mercados e Bazares para Intocáveis

Os bazares são marca indiana, em ruas estreitas, comércio confuso ocupa todos os vazios. Na região de Crawford Steet encontramos uma Índia inacreditável, com trafego complicado, além dos carros, dos taxis, das reduzidas pick-ups, carroças e mesmo pessoas levando mercadorias em carrinhos de mão. Uma confusão dos diabos, ainda mais que as calçadas estão demolidas ou inexistentes; o pavimento das ruas parece ter sido removido durante tumultos ou rebeliões.

As joalherias com brilho dourado estão nos Zavari Bazaar, as roupas no Mangaldas Market e os couros aparecem na Dhabu Street; para artigos de origem duvidosa procure o Chor Bazaar. Ali podemos comprar de tudo, inclusive os pertences que foram surrupiados da nossa residência ou do nosso carro; é o Mercado dos Ladrões de Mumbai.

Por engano do nosso guia ou por questões de trafego ou mesmo pelo desinteresse ou cansaço acabamos num enclave terrível, sem possibilidade de recuo, não era possível voltar.

Trabalhos na rua exigiam manobras, discussões surgiam entre motoristas. O calor do dia era terrível; não havia como escapar daquele inferno.

Melhor sair a pé, olhando as pequenas lojas, as quitandas, as vendas dos produtos de consumo, os artesãos trabalhando em plena rua: sapateiros, barbeiros, todas as profissões trabalhando a céu aberto.

Pequenas refeições, lanches preparados e servidos nas calçadas. Filas eram formadas enquanto um bolinho, preparado com cereais, cebola e temperos era fritado em gordura saturada de óleo de palma. O cheiro até era agradável, mas ao ver que o produto era embrulhado em folhas de jornal, não havia muito para discutir. Nosso motorista, educados, propôs alguns para futura refeição, tendo colocado o produto no porta-malas do seu carro, veiculo que há anos não sabia o que era uma lavagem.

Noutra esquina tomavam café em pequenos copos. Depois de usados, os mesmos eram limpos em água existente num balde. A reciclagem era perfeita; parte das sobras jogada nas sarjetas.

Sucos eram preparados na hora; frutas cortadas colocadas em pequenos recipientes de plásticos. Ninguém usava luvas e nem se importavam com a ausência. O essencial eram as frutas apresentadas, mas a eventual fome teria que esperar. Precaução.

Num açougue próximo, nossa tentativa de entrar e fotografar foi barrada primeiro pelo mau-cheiro e depois pelo vendedor que não queria publicidade. Na realidade, quase que um corvo ladrão, com pedaços de galinha no bico, deixou cair a sua presa na nossa cabeça. Não havia mais dúvidas era momento de retornar.

Patrocínio:

Compartilhe

17 respostas para “Mumbai, Mercados e Bazares para Intocáveis”

  1. Pingback: ed drugs
  2. Pingback: cvs pharmacy
  3. Pingback: rx pharmacy
  4. Pingback: Viagra or cialis
  5. Pingback: cialis generic
  6. Pingback: vardenafil dosage
  7. Pingback: vardenafil pill
  8. Pingback: online vardenafil
  9. Pingback: viagra usa 100mg
  10. Pingback: free slots
  11. Pingback: online casino

Os comentários estão desativados.