A Jamaica de Usain St Leo Bolt. A Flecha Negra

Falmouth, antigo porto exportador de açúcar, repleto de histórias, é a porta para descobrir onde Usain Bolt nasceu e iniciou carreira de campeão.

Na paróquia de Trelawny encontramos a escola onde ele estudou e a pista de atletismo, de grama, onde corria de pés descalços.

Famoso, é hoje símbolo da Jamaica, cartazes com sua estampa são peças de propaganda e elogios.

“Sempre há limites. Eu não conheço os meus.”

A Jamaica depende do turismo para manter a atividade econômica do país. A renda diária de três dólares americanos leva a maior parte da população para o comércio informal, para a venda do que é possível produzir, coletar ou pescar. Temos bancas de vendas em quase todas as esquinas.

As expressões “Be Happy” e “No Problem”, são repetidas entre os sorrisos entre os cantos. Adoram a música. Falmouth mantem a sua arquitetura Vitorina, mas muitos prédios estão arruinados pelo tempo, pelos furacões e pela miséria. Era local de importação de escravos, de produtos industrializados da Inglaterra enquanto o açúcar e o rum representavam os únicos ítens na exportação. O furacão Gilbert pela intensidade, além dos estragos alterou o perfil das praias.

Outro personagem que nasceu por perto, grande cantor de reggae Bob Marley também é venerado. Sua casa é museu onde os fãs ocorrem em busca do passado.

James Bond, também passou por aqui. A filmagem de “Live and Let Die” teve cena, onde o nosso espião corria sobre um mar de crocodilos, filmada no Jamaica Swamp.

O uso da marijuana, apesar de ilegal, é tolerado; as sementes são usadas na culinária de todo o dia. Bolos e pães exigem a especiaria.

As escolas e a Igreja Batista possuem relevância pela sua atuação junto as comunidades. O tema na Escola de Bolt é claro:

“A ignorância leva a escravidão, a liberdade chega pela educação.”

Outro personagem, Henry Morgan, pirata famoso que pilhou a cidade do Panamá, perdoado pela coroa, recebeu o titulo de Sir e foi designado Governador da Jamaica. Com terras, casamento na alta sociedade, rico plantador, o antigo flibustero passará a capturar os antigos colegas.

A Jamaica, descoberta por Cristóvão Colombo na sua terceira viagem, com a expansão inglesa no Caribe, perderá as suas raízes hispânicas. Ocho Rios, outra cidade turística, foi o último local onde a Bandeira da Espanha permaneceu. Pelo porto, as últimas tropas espanholas fugiram para o esquecimento. A Cruz de São Jorge substituiria as flâmulas de Castela.

Patrocínio:

Compartilhe