Natal 2014

No giro dos anos,

No avanço implacável dos dezembros.

A cada janeiro,

Esperanças perdidas,

Mesmo nos meses

que esquecemos de viver,

Poderão ressurgir ao instante.

Como flores silvestres

que vencem a neve e o gelo do inverno,

Precisamos ultrapassar obstáculos.

Rodas douradas,

Companheiras da fortuna.

Prossigam com fé o caminho.

Outra volta, nova etapa

Surgem no ano de 2015.

Ajusta a bússola. Aproveita. É Natal .

Compartilhe