Amboise. Local de repouso de Leonardo da Vinci-2

Amboise. Local de repouso de Leonardo da Vinci

A convite de Francisco I, Leonardo da Vinci chega a Amboise em 1516. Além de manuscritos, de desenhos, entre as pinturas, sua preferida, a Monalisa. O retrato de João Batista e a representação de Santa Ana, vindos de Roma, foram as duas outras obras que o mestre traz da Itália.

Bem perto do Castelo Real, no palácio Clos Lucé, o gênio italiano viveu até a sua morte. Hoje podemos visitar o lugar dos últimos anos de vida de Leonardo da Vinci. Os jardins, os aposentos, a cozinha e algumas das engenhocas mecânicas por ele desenvolvidas estão ao alcance dos turistas.

Ao morrer, em 1519, Leonardo da Vinci foi enterrado, por desejo expresso, na Igreja de São Florentino. Muitos anos depois, escavações descobriram os vestígios com moedas e identificações positivas do fato. Em 1871, os despojos foram transladados para túmulo na Capela de São Humberto, junto ao Castelo de Amboise.

Nas margens do rio Loire, na região dos castelos da França, Francisco I tinha em Amboise o seu palácio real. Antiga fortaleza transformada em residência elegante, confortável e luxuosa pelo rei responsável pelo Renascimento Cultural Francês.

Ao trazer Leonardo da Vinci para Amboise, o monarca utiliza o gênio criativo de Da Vinci para desenvolver projetos militares, para organização urbana de cidades, para execução de canais, para construção de pontes e de carros de combate e mesmo uma metralhadora rudimentar. A pensão concedida, 700 coroas anuais, era mais do que adequada para vida tranquila do mestre

Visitar Amboise é descobrir os encantos da região do Loire, os seus vinhos brancos e os peixes típicos da região. Do alto da fortaleza a visão da cidade é fantástica e Clos Luce não fica longe; seus jardins, os lugares de descanso de Leonardo podem ser percorridos enquanto meditamos, na vida de um gênio. Por falta dos materiais adequados, da tecnologia inexistente, seus projetos não eram possíveis de concretização na sua época. Na conquista de Marte, a Nasa utilizou esboços de Da Vinci na construção dos robôs.

Amboise, desde a sua ocupação por povo céltico, pela posição geográfica, polo econômico, exigiu a construção de muralhas defensivas para proteger a sua população. A história da França passa por Amboise. O Rei Clovis aqui encontra Alarico, Senhor dos Godos em 503a.C., Carlos VIII toma o Castelo do Duque de Amboise, pois o mesmo caíra em desgraça ao criticar a favorita real.

Ana da Bretanha, ao casar com Carlos VIII, ocupa posição de destaque em Amboise, colocando o seu gosto pessoal na administração e decoração dos pavilhões. Após a morte de Carlos VIII, segue-se época de confusões políticas. Ana da Bretanha casa pela segunda vez, o novo soberano francês, Luís XII será o esposo. Caso raro de mulher que teve bodas com dois reis importantes.

Visitar o castelo é conhecer a história francesa, apreciar a evolução do conforto das salas, encontrar os locais onde o destino de muitos era traçado, das conspirações, dos enforcamentos. Os condenados ficavam dependurados nas janelas e muralhas da fortaleza.

Foi para esse ambiente que Francisco I trouxe Leonardo. Na Capela de St. Humberto iremos encontrar a lápide do Túmulo de Leonardo da Vinci. Instante de reverenciar o gênio e de relembrar suas frases:

“As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar”.

“O estudo sem desejo estraga nossa memória e não retém nada que chega a ela”.

“Existem três tipos de pessoas: as que veem, aquelas que veem o que é mostrado e aquelas que não veem”.

A Monalisa circulou pela França, Napoleão a teve no seu quarto, mas agora é no Louvre que iremos encontrar a pintura predileta de Leonardo da Vinci.

Na despedida, vendo os retratos expostos, podemos identificar outros ocupantes reais de Amboise: Catarina de Medicis, Henrique II, Henrique IV, Luís XIII e Luís XIV e mesmo Felipe V da Espanha. Sobram pensamentos de um gênio:

“Todo o nosso conhecimento tem origem em nossas percepções”.

“Quem pensa pouco, erra muito”.

“Pensei que estava aprendendo a viver, mas na realidade estava aprendendo a morrer”.

“A simplicidade é a máxima sofisticação”.

“Aprender nunca deixa a mente exausta”.

“O ser humano médio, vê sem olhar, ouve sem escutar, toca sem sentir, come sem degustar, move-se sem ter consciência do corpo e fala sem pensar”.

detalhesdetalhesdetalhesdetalhes

Compartilhe

20 respostas para “Amboise. Local de repouso de Leonardo da Vinci-2”

  1. Pingback: discount cialis
  2. Pingback: levitra dosage
  3. Pingback: cialis india
  4. Pingback: otc cialis
  5. Pingback: viagra for sale
  6. Pingback: charlottes web cbd
  7. Pingback: what is cbd
  8. Pingback: viagra pills
  9. Pingback: chloroquine 250 mg
  10. Pingback: cialis generic
  11. Pingback: cialis online
  12. Pingback: top erection pills
  13. Pingback: top ed pills
  14. Pingback: tadalafil
  15. Pingback: men's ed pills

Os comentários estão desativados.