Aqaba de Lawrence da Arábia. Jordânia

Os episódios do filme Lawrence das Arábias, ganhador de Oscar, com atuação brilhante de Peter O’Toole, tiveram origem em Aqaba, porto e abertura para o Mar Vermelho da Jordânia. Aqui, em 1916, começou a rebelião dos árabes contra o Império Otomano, aliado dos alemães na 1ª Guerra Mundial.

Thomas Edward Lawrence, jovem tenente do Exército Britânico, apaixonado pelo estilo de vida dos beduínos e amante dos desertos, vestido como os nativos e falando o árabe, é elo de ligação com os rebeldes árabes. Seu livro autobiográfico ” Sete Pilares da Sabedoria “ serve de roteiro para o filme épico de Hollywood. Ascetismo, abstinência ao álcool, culto ao trabalho, recusa à sensualidade, controle espartano, são características de jovem que adorava as artes orientais e a arqueologia. A formação puritana e calvinista da mãe o marca para sempre.

Bandeira gigante, em mastro de 137 metros, sinaliza em Aqaba o evento, o início das lutas; Hussein Bin Ali, ancestral do atual Rei Abdulah foi um dos líderes da revolta. Apesar de o filme ter sido rodado a sua maior parte na Espanha, a cena do ataque ao trem, bitola estreita, ainda pode ser vista nos desertos de Aqaba, pois as antigas locomotivas ainda circulam pela região.

Citada na Bíblia, várias vezes, Aqaba recorda as expedições do Rei Salomão e os episódios da Rainha de Sabá. As expedições para a África partiam desse porto. Herodes, o famoso degolador de crianças, fazia tratamentos detox nas fontes termais da região. O Mar Morto, com seus resortes de luxo está perto. Com mais de 33% de salinidade é fácil a flutuação, mas a alcalinidade corrói tudo. Banhos de lama são recomendados, mas não exagere nas doses. As fotos ficam escuras.

Segundo os relatos e antigos vestígios, a Sagrada Família, na sua escapada para terras do Egito, fugindo de massacre determinado por Herodes, passou pela região. O caminho dos Reis era a única rota .

Antigo trajeto na famosa Rota das Sedas, agora é roteiro turístico mundial. Único porto da Jordânia, Aqaba permite fácil acesso para Petra e seus mistérios, mas principalmente para visitas submarinas aos jardins de Alá. Famosa pelos corais, através de golfo, chegamos às praias do Mar Vermelho e a um mundo submarino que deslumbrou Jacques Cousteau. Sharm El Sheik, no Egito e Eilat em Israel estão bem perto. O problema são os controles de fronteira. A segurança de Israel vem em primeiro plano.

Como porto livre oferece boas compras para os turistas; além das tradicionais grifes em roupas, camisas de algodão egípcio, perfumes, bolsas e semijoias com pedras locais são pechinchas interessantes. Nos mercados locais, as especiarias vindas de longe possuem preços mais do que atrativos. Momento de repor os estoques de noz moscada, de pimentas, de cardomano, de cominho e gengibre. Não esqueça os óleos aromáticos e as loções para massagens rejuvenescedoras. Misturas mágicas, poções milagrosas, efeitos para mil e uma noites de prazeres e de felicidades.

A cidade, branca, moderna, possui vida noturna agitada, caleches iluminadas varam as noites, com vozes alegres e barulhentas no comando ou como acompanhantes. Palmeiras enfeitam as avenidas e as praias. O calor do verão fica amenizado pelos ventos agradáveis vindos do golfo. Protetor solar é imprescindível, além de um bom e extenso chapéu.

Nos finais de tarde, ou bem cedo, pela madrugada, o balonismo é atração, ou então vencido pela curiosidade de explorador, saía em busca de ruínas bíblicas da época dos romanos, dos bizantinos, dos cruzados e mesmo do período de Saladino. É preciso rever o filme; Wade Rum, parque nacional foi outro cenário usado no épico “Lawrence da Arábia “

Peter O’Toole, Omar Sharif e Alec Guiness, em filme de David Lean, de 1962, apresentam o herói da luta de libertação dos árabes do jugo do Império Otomano.

A revolta iniciou-se no porto de Aqaba. Algumas passagens foram filmadas em Wade Rum, o deserto vermelho; a famosa cena do trem foi realizada em ferrovia ainda existente.

Passeios em 4×4 nos levam para desertos, para locais de antigas batalhas, para os penhascos avermelhados de Wade Rum, para encontro com a cultura beduína; pernoite em acampamentos, em tendas.Aprecie o Zarb, prato típico, onde o cabrito, o cordeiro e mesmo galinhas são cozidos lentamente, tendo batatas e legumes como acompanhamento; é a pedida. O resultado do fogo amigo é uma carne crocante na superfície e suculenta no interior. Depois o ritual do café, tradição beduína, começando pelo moer dos grãos num alquidar, depois a mistura com o cardomono, a seguir o fogo das brasas e na tradicional chaleira com bico longo, a infusão é servida numa pequena taça sem alças. Existem regras para parar a cortesia, sem isso o café será servido até a meia-noite. Evite a saturação da cafeína, agitando a taça quando estiver satisfeito. É a regra social, a defesa do turista.

Os antigos beduínos, com suas tendas na cor escura, negra, proteção com lã de carneiro, imensas na longitude, estão abandonando a vida nômade, deslocam-se para terras próximas das cidades. Asfalto, a falta de água, a aridez das terras são razões do atual deslocamento. Atualmente, reservatórios com 20.000 litros, abastecidos no mês, mantém a subsistência dos rebanhos e dos seus pastores nos pontos distantes. Plantações avulsas de trigo rústico ajudam na alimentação proporcionada pela rala grama e pelos arbustos raquíticos do deserto.

– Havendo água o deserto produz – afirma o nosso guia, mostrando as plantações de tomates ao longo da autoestrada. -Boa parte da produção das hortaliças é vendida para Síria e Iraque, mas as atuais guerras locais, os fanáticos do ISIS, estão aniquilando o comércio e o turismo – concluí com ar de tristeza.

Patrocínios:

detalhesdetalhesdetalhesdetalhes

Compartilhe

27 respostas para “Aqaba de Lawrence da Arábia. Jordânia”

  1. Pingback: cialis cost
  2. Pingback: doctor7online.com
  3. Pingback: cheap albuterol
  4. Pingback: top rated ed pills
  5. Pingback: ed meds online
  6. Pingback: online ed pills
  7. Pingback: walmart pharmacy
  8. Pingback: Buy cheap cialis
  9. Pingback: Real cialis online
  10. Pingback: levitra pills
  11. Pingback: vardenafil usa
  12. Pingback: levitra pills
  13. Pingback: play casino online
  14. Pingback: buy generic viagra
  15. Pingback: online casinos
  16. Pingback: real casino online

Os comentários estão desativados.