Sinagoga de Miami

Era época de primavera, flores nas cores e no verde exuberante nas árvores, quando De Soto, explorador espanhol aqui aportou em 1513.

-Que Terra Florida- foi sua expressão na surpresa da descoberta.

Termo que reduzido, ao longo dos anos, para Flórida concretiza essa terra de sol, de pântanos, de jacarés, de mosquitos e de belas praias de Caribe sempre azul.

Ponce de Leon mais tarde, em busca da famosa Fonte da Juventude, enfrenta dificuldades e a ferocidade dos Seminoles, indígenas que habitavam o interior com seus alagados protetores.

Nas cartas das expedições, menções aos cristãos novos – os marrones como eram denominados – aparecem nos registros. O apelido estava associado aos suínos cuja carne era proibida ao consumo dos hebreus

Mesmo convertidos, antigos hábitos não desapareciam. A ingestão de produtos suínos continuava sendo proibida; razão da denominação, pois a palavras marrone no espanhol, está associada ao porco.

Devido aos terríveis furacões, aos pântanos e a hostilidade dos nativos, povoações não foram estabelecidas ao longo da costa, sendo mesmo raras no início da colonização

Apenas, ao Norte, na direção da atual Georgia, o estabelecimento de Saint Augustine prospera. Com o forte de San Marco, protegendo a entrada do porto, a vila cresce em importância. Ponto de apoio às frotas de prata que partiam de Havana, de Cartagena, de Porto Belo e mesmo de Porto Rico, tomando o rumo de Sevilha, de Cadiz, pelo caminho descoberto por Cristóvão Colombo.

Com as guerras europeias, com as lutas religiosas, Saint Augustine troca de mãos e de bandeira. Com os ingleses como senhores, mercadores hebreus chegam e uma sinagoga é instalada. Ela continua ativa até os nossos dias.

O Templo Bet Yan, primeira Sinagoga construída na Florida, da Congregação Filhos de Israel, já foi notícia na minha serie “Sinagogas do Mundo” e se encaixa numa cidade que nasceu espanhola em plena América do Norte, e ondecongregação de pioneiros se estabeleceu no início dos anos de 1800.

O primitivo templo foi substituído pela atual construção, onde os vitrais, recuperados em 2013, se destacam pela beleza e pela harmonia das cores.

Visita ao bairro antigo de Sant Augustine inclui obrigação de conhecer esse monumento histórico.

Nos séculos XIX e XX, com a expansão das ferrovias, inicia-se lenta ocupação das terras adquiridas pelos Estados Unidos à Espanha. O comércio, as novas fronteiras, reforçam e estimulam a vinda de novos membros da comunidade da Nação. Surge pequena Sinagoga em Miami.

No estilo art-nouveau, encrustada ao sul de Miami, a antiga sinagoga, agora transformada em museu judaico, conta a história do povo hebreu e a sua importância no desenvolvimento dessa região de flores, de praias, de lagunas e de cayes. A Florida atrai pelo clima; refúgio para os que fogem dos invernos rigorosos de Nova York.

Miami Beach é o resultado da contribuição da comunidade, hoje apenas superada em número pela de Nova York. Paraíso para os aposentados desde os anos cinquenta

Desde 1776, a chegada de pioneiros, lenta no início, foi aos poucos aumentando. Miami, a partir de 1895, mesmo com restrições para a localização dos judeus, o espaço ocupado começou a ser ampliado. Pequenos negócios, organizações comunitárias, escritórios de turismo, hotéis , bem como a vinda de aposentados para o sul, estimulam a expansão. Quem não se lembra dos velhinhos, sentados nas suas cadeiras, lado a lado, dispostos pelas calçadas e pelas ruas; fugitivos dos rigores dos invernos do norte dos Estados Unidos e do Canadá. Os anos 50 já estão longe. Velhos hotéis e casas de abrigo deram lugar a prédios modernos e hotéis de cinco estrelas. O clima continua atraindo mais velhinhos e “retireds”. Empresas de navegações ampliam os cruzeiros pelo Caribe, os temas turísticos se multiplicam, o complexo de Walt Disney torna-se atração mundial, navios com luxo crescente e dimensões que não param de aumentar, ampliam a importância de Miami e da Florida. Polo de turismo estimula a vinda de novos membros.

Em Miami Beach, perto da Collins Avenue, a Sinagoga, agora museu, recolhe as lembranças dos primeiros que aqui chegaram.Ao lado, o Templo Emanu-El, construído em 1947, acompanha na arquitetura o estilo mouristico, com a bela cúpula de alumínio que destaca a formaem rotunda do prédio.

Não muito longe, para completar a peregrinação, o monumento ao Holocausto se destaca pela elegância do projeto, pela urbanização e pelo conjunto do verde ajustado as cores e ao perfume da Florida, mensagem que reflete o drama de toda a humanidade. Vale a viagem.

Compartilhe

33 respostas para “Sinagoga de Miami”

  1. Pingback: cialis walmart
  2. Pingback: doctor7online.com
  3. Pingback: levitra
  4. Pingback: viagra 5mg price
  5. Pingback: Nike Outlet
  6. Pingback: chloroquin
  7. Pingback: viagra for sale
  8. Pingback: top ed pills
  9. Pingback: top ed pills
  10. Pingback: canada pharmacy
  11. Pingback: Buy cialis online
  12. Pingback: vardenafil 20mg
  13. Pingback: levitra cost
  14. Pingback: cheap levitra
  15. Pingback: casinos online
  16. Pingback: casinos
  17. Pingback: order viagra
  18. Pingback: parx casino online
  19. Pingback: loan online
  20. Pingback: online cialis

Os comentários estão desativados.