Barbados. Ilha da Água Pura e Cristalina no Caribe

Barbados. Ilha da Água Pura

Conhecido como o Lago Espanhol, durante a época da conquista, o Mar das Antilhas se caracteriza por ilhas e praias rodeadas de águas claras onde todos os matizes do azul e do verde são encontrados. Qualquer que seja o local escolhido, o espetáculo encanta pelos mergulhos em jardins de coral plenos de peixes estranhos e de surpresas. Os esportes náuticos, a pesca oceânica e o golfe são atrações para turistas que fogem do inverno.

Da população original, os caraibas foram dizimados pela civilização e pela evangelização que foram obrigados a aceitar. As doenças, trazidas pelos colonizadores, fizeram descer o manto da extinção para esses ferozes canibais.

A escravidão negra foi a solução para resolver o problema da mão-de-obra nos canaviais implantados. Surgiu o ouro branco.

Combates foram travados entre galeões espanhóis, carregados com o saque de ouro e prata efetuado no México, Peru e Bolívia, e os corsários e flibusteiros que aguardavam também o seu botim. Ainda existem muitos tesouros a descobrir, mistérios a solucionar como o do Triângulo das Bermudas e ilhotas desertas para pisar. Port Royal, na Jamaica, o covil de ladrões mais famoso, foi destruído por maremoto e desapareceu em águas azuis levando para o esquecimento muitos nomes famosos e métodos organizados de enriquecimento rápido.

Hoje, na prática, é o turismo a atividade econômica principal. Inclusive a Grande Cuba ficou totalmente dependente do turista externo.

Todas as bandeiras, línguas e dialetos podem ser avistados e reconhecidos no Lago Espanhol. Cada ilha, no entanto, tem sua característica, o que poderá definir a futura escolha.

O Haiti é um inferno negro a evitar. As ilhas francesas de Guadalupe e Martinica trazem nostalgia de um passado distante, flores tropicais e Josefine, além das recordações da erupção do Monte Pelée. As Ilhas Virgens, com bandeira americana, apresentam porto franco com os típicos artigos de luxo, bebidas e jóias, onde predominam esmeraldas colombianas, o ouro da Venezuela e os diamantes do Brasil. As Bahamas com suas 700 ilhas é o infinito impossível.

Trindade e Tobago apresentam uma mistura de culturas indianas, negra, chinesa e mesmo árabe que se encontra nas mesquitas, igrejas e mercados, no entanto, nossa bússola se fixou em Barbados que ainda mantém os hábitos da colonização britânica.

Barbados era procurada pelos navegadores, não por riquezas, mas sim pela pureza da suas fontes de água. O tipo de solo e corais funcionam como filtros, e o resultado é uma água pura e agradável.

Todo o sistema hídrico depende das chuvas, não existem rios, apenas córregos e as cascatinhas têm altura medíocre. Viagens pelo interior das ilhas não tem o menor interesse.