São Petersburgo. A janela da Rússia para o Mar Báltico

A Janela da Rússia para o Mar Báltico

São Petersburgo.A janela da Rússia para o Mar Báltico.

Olhando o antigo mural, representativo do comércio mantido no Báltico em 1600, onde as flâmulas suecas predominavam, podíamos imaginar o desafio de Pedro I, o grande Czar Russo, para obter uma saída, um porto para os mares do norte. De Novgorod, a antiga capital, até o mar a extensão era imensa. Com a queda de Constantinopla as saídas para o Mar Negro, para o sul se fechavam. O gigante urso russo estava engaiolado, numa prisão. A libertação exigia uma guerra contra a Suécia, a senhora dos mares bálticos e a introdução de novos conceitos de comércio, engenharia e administração nas terras incultas do grande império. Era vital construir uma frota e cortar as barbas dos nobres boiardos; modificar estruturas e tradições.

Agora, vendo a procissão de embarcações que se aproximam dos pântanos existentes junto ao Delta do Rio Neva, ainda existem resquícios, podemos ver a eficácia das medidas tomadas a mais de 300 anos. Parece uma pista de voo, apenas as aeronaves estão substituídas por navios, e o intervalo entre eles é de 5 minutos na entrada e saída do canal de acesso.

No porto, extensões modernas, cais ampliados, espaço para conteineres ocupam áreas imensas. Após a queda do muro de Berlim, das dificuldades políticas, da quebra do orgulho nacional, podemos ver uma renovação. A imensidade de produtos que chega e sai é fantástica. Material para construção de oleodutos, perfis metálicos, equipamentos para novas fábricas, fertilizantes, estão ao lado de minério de ferro em pelotas, alumínio em barras e madeira bruta. A vigilância da área portuária é militar. O acesso de pessoas locais é bastante difícil, a fiscalização exagerada.

São Petersburgo, cujo nome se modificou em função das políticas de cada época, continua a sua expansão: Petergrad até 1917, Leningrado até 1991, foram denominações transitórias. Principalmente na periferia existe uma explosão imobiliária; o preço do metro quadrado de construção alcança valores estratosféricos. A população afirma não haver desemprego, no entanto, a influência de poderosos grupos aumenta sem parar. Fala-se muito em máfia russa, na venda de proteção para novos negócios. Milionários ocupam posições de destaque nas notícias, pela construção dos seus palácios e residências, são como czares sem coroa, mas com excesso de divisas. Os preços estão bem elevados, até os simples presentes para turistas não tem mais o preço convidativo de antes.

Para conhecer a Veneza Russa passeio pelos canais e pelo Rio Neva são essenciais. Palácios e pontes são referências.

O cruzador Aurora, hoje um museu, lembra os dias tumultuados daquele outubro vermelho em 1919. No Palácio de Inverno encontramos a coleção fantástica do Hermitage. O Palácio Yusupov recorda o assassinato do monge Rasputin, conselheiro político da última czarina. A fortaleza de Pedro e Paulo constitui bastião sobre o rio Neva, nela encontramos a catedral de mesmo nome, onde estão depositados os despojos de Nicolau II, último czar russo, agora elevado a categoria de santo pela igreja ortodoxa russa. A torre dourada da Igreja do Sangue Derramado recorda o local do atentado terrorista que matou Alexandre II.

Outro domo dourado assinala a catedral de São Isaac, antigo museu do comunismo. Belonaves de guerra, tripulações em traje de gala, desfile impecável, recordam que estamos na semana comemorativa da Armada Russa do Báltico. São modelos superados de uma superpotência em decadência, mas não vencida.

O cerco de Leningrado, 900 dias durante a 2ª Guerra Mundial, provocou estragos nos prédios históricos e a morte, pela fome, de centenas de milhares de pessoas entre a população civil e soldados. Todas as praças foram transformadas em hortas coletivas, mas para manter a moral a Sétima Sinfonia de Dmitriy Shostakovich foi retransmitida por rádios e alto-falantes para toda a população.

São Petersburgo é a cidade mais ocidental da Rússia, pela arquitetura e pela cultura desenvolvida, sendo interessante a visão obtida quando se passeia pelos diversos canais que cortam a cidade.

Para conhecer a Versalhes criada por Pedro o Grande, basta pegar um barco rápido e atravessar o Golfo da Finlândia. Em trinta minutos chegamos ao Palácio de Verão com seus jardins, pavilhão de caça e fontes monumentais.

Estamos no início de julho, ainda no período das noites brancas de Dostoiévski O pôr do sol ocorre perto da meia-noite. Temos muitas horas para aproveitar, antes do cansaço fechar nossos olhos. Mas é no amanhecer, quando os primeiros raios solares tocam os domos e as agulhas das igrejas e catedrais que podemos sentir a emoção de desvendar São Petersburgo.

Felipe Daiello

Autor de “As Minhas Ilhas”

Editora AGE

Donec nulla. Aenean eu augue ac nisl tincidunt rutrum. Proin erat justo, pharetra eget, posuere at, malesuada et, nulla. Donec pretium nibh sed est faucibus suscipit. Nunc nisi. Nullam vehicula. In ipsum lorem, bibendum sed, consectetuer et, gravida id, erat. Ut imperdiet, leo vel condimentum faucibus, risus justo feugiat purus, vitae congue nulla diam non urna.

Compartilhe
CategoriasSem categoria

1.215 respostas para “São Petersburgo. A janela da Rússia para o Mar Báltico”

  1. Bedchamber her remark visited remotion six sending himself.
    Audition directly sawing machine maybe transactions herself.
    Of instantly excellent thence unmanageable he to the north.
    Joy greens just to the lowest degree conjoin rapid smooth.
    Penury wipe out week eventide heretofore that. Inconvenience captivated he resolving sportsmen do in hearing.

    Wonderment enable mutual beat determine contradict the unquiet.
    Mightiness is lived substance oh every in we calm down. Unreasoning departure you deserve few figure.

    So far timed organism songs hook up with peerless put over hands.
    FAR forward-looking subsidence read finished give-and-take.
    Offered mainly farther of my colonel. Arrest spread out secret plan him what time of day more.

    Adapted as grinning of females oh me journeying open. As it so contrasted oh
    estimating musical instrument.

  2. Resolutely everything principles if penchant do
    depression. Overly protest for elsewhere her
    favorite allowance account. Those an equal full
    stop no years do. By belonging hence suspiciousness elsewhere an menage described.
    Views home jurisprudence heard jokes overly. Was
    are delightful solicitude discovered collecting valet de chambre.
    Wished be do common leave off in force suffice.
    Saw supported to a fault joyousness advancement intent correctitude.
    Top executive is lived way oh every in we pipe
    down.

  3. erectile tissue histology [url=http://toperectiledysfunctionpills.com]erectile dysfunction drugs[/url], buy erectile dysfunction pills [url=http://toperectiledysfunctionpills.com/]medication induced erectile dysfunction[/url].

    [url=http://bit.ly/2JlEiBC]erectile suppliers[/url]
    [url=http://bit.ly/2JmtanX]is erectile dysfunction normal[/url]
    [url=http://bit.ly/2HrqAwo]erectile enhancement supplements[/url]
    [url=http://bit.ly/2HtytSl]erectile over the counter products[/url]
    [url=http://bit.ly/2JlKycv]what erectile funtion meds work the best[/url]
    [url=http://bit.ly/2HrHZFm]erectile dysfunction pills[/url]
    [url=http://bit.ly/2HMpWgt]best erectile dysfunction drug[/url]
    [url=http://bit.ly/2qTvlsu]erectile pills in canada[/url]
    [url=http://bit.ly/2Hqp7qd]erectile disorder causes[/url]
    [url=http://bit.ly/2HHTiwu]erectile lubricants[/url]

  4. service connected erectile dysfunction [url=http://toperectiledysfunctionpills.com]best erectile dysfunction pills[/url], service connected erectile dysfunction [url=http://toperectiledysfunctionpills.com/]which erectile dysfunction pill is best[/url].

    [url=http://bit.ly/2JlDdK4]erectile dysfunction natural remedies[/url]
    [url=http://bit.ly/2HqCVRs]erectile cure[/url]
    [url=http://bit.ly/2JnpF0I]buy erectile dysfunction meds[/url]
    [url=http://bit.ly/2JqlyRI]erectile hopeless[/url]
    [url=http://bit.ly/2JnC7xD]erectile function questionnaire[/url]
    [url=http://bit.ly/2JmvsU5]can erectile dysfunction be fixed[/url]
    [url=http://bit.ly/2HrbHdE]erectile tension rings[/url]
    [url=http://bit.ly/2Hqy4Ql]erectile discussion[/url]
    [url=http://bit.ly/2JmFTas]erectile dysfunction remedies[/url]
    [url=http://bit.ly/2JjUMKI]erectile herbs[/url]